Quem não foi punido pelo Google, que atire a primeira pedra

Owned

Há várias semanas, havia percebido uma tremenda queda nas visitas do Cauda Longa advindas do Google.

Apesar de ser um blog relativamente novo, o Cauda Longa vinha se saíndo bem em algumas buscas, com um excelente posicionamento, mesmo quando tinha PR 0 (sorte que o PageRank foi atualizado, e já conseguimos, de cara, o PR 3). Porém, de uma hora para outra, a posição do CL no Google caiu para 100+, incluindo buscas para o nome do blog. Qual foi o motivo dessa punição? Veremos.

Para começar, este é o meu primeiro blog “stand alone”, ou seja: iniciei ele sem referências, sem link baiting, sem extorsões ou propostas indecentes. Os outros que tenho têm um bom posicionamento nas buscas devido a boas referências na internet (citações, link etc.), um trabalho muito difícil de se fazer com esse, visto que os assuntos colocados aqui podem não “agradar” tanto os outros blogueiros – com exceção do dia em que eu postar um recorde de ganhos :D

Como estava recebendo algumas visitinhas vinda pelo Google já na estréia do blog, resolvi apelar um pouco para ver no que dava: acabei gerando tags embebidas de palavras-chave, ou seja: fiz spam de palavras (eu sei, shame on me), gerando conteúdo duplicado, inclusive.

No início, foi excelente: minhas visitas aumentaram bastante, o que me deixou bem feliz e com alguns centavos a mais (que não fazem mal a ninguém). Mas… Imediatamente, o meu posicionamento no Google caiu, e caiu muito: buscas nas quais o blog aparecia na primeira página (incluindo o termo Cauda Longa) foram parar nas 100+. Além do mais, o Google parou de indexar o meu conteúdo.

Resultado? Uma punição “daquelas”, e o sentimento de vergonha e culpa pelo uso de técnicas nada amigáveis para o robô de busca.

Percebendo que havia realmente sido punido, corri atrás: apaguei TODAS as tags daqui do blog que continham palavras-chave sem fins de categorização, coloquei um “nofollow” na página de categorias e tags e solicitei a desindexação destas páginas. Li um artigo do Dudu Tumasseli sobre punição (que foi inspirado no artigo do Bruno Alves), segui as dicas, fiz o pedido de reconsideração e agora, estou aguardando.

Enquanto as visitas do Google não voltam, fiz uma pequena reflexão sobre o caso, e vi que não compensa querer ganhar dinheiro de imediato com blogs. Por mais que exista gente que ganhe bastante dinheiro, ir com sede demais ao pote só garante o seu insucesso. Primeiro, é preciso gerar um conteúdo diferenciado, que chame algumas visitas, e que pouca gente tenha escrito sobre. Coisas como estas fizeram (e fazem) sucesso em meus outros blogs, por que não faria aqui?

E sabe o que é pior? Eu já sabia disso tudo. Tipo, já conhecia o que podia punir um blog, já sabia como poderia ganhar uma grana a mais com eles, mas fiz tudo ao contrário. Bem, o CL tem sido um ótimo laboratório, que junto à minha teimosia sem tamanho, gera explosões químicas catastróficas. Sentir na pele o que uma punição pode representar é bem pior que conhecer a sua teoria e imaginar como seria. ?? igual àquele garoto que tem medo de chegar perto do fogão porque derramou uma panela de óleo quente em cima dele… ok, eu fui bem malvado nessa comparação. :twisted:

Além do mais, permanecer meio “anônimo” à blogosfera é meio difícil, visto que um blog que recebe poucos backlinks nem sempre obtém um bom posicionamento nas buscas. Na verdade, esse blog é a minha fuga da blogosfera, que tem se tornado cada vez mais chata com as suas teorias, blablablas e caixinhas de fósforo. Bom mesmo é ser como o Rodrigo Ghedin, que mantém-se longe deste classismo blogosférico, e continua seguindo em frente com os seus blogs de sucesso… Mas o Ghedin já tem o seu nicho formado, o que não é o meu caso. Eu falo para gente que busca assuntos generalistas! E então, o que fazer?

Como havia dito: gerar conteúdo. Gerar conteúdo. Gerar conteúdo! Run, David, run! :P Vou desencanar um pouquinho com esse lance de ganhar uma grana por agora, e vou me preocupar em obter mais visitas – e, se vacilar, uns backlinks ;) – até porque vai ser meio difícil um visitante fugir das propagandas por aqui. :D

Timidez para ganhar dinheiro é para os fracos. Por falar nisso… Já assistiram o Homem de Ferro?

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes
Hilder Santos

Autor: Hilder Santos

  • Uma função interessante dos erros é que previnem os vindouros. Li seu artigo e aprendi o que não devo fazer. O intuito nem sempre é burlar, as vezes é de apenas utilizar conhecimentos acumulados.Mesmo assim, ainda permaneço com a idéia básica: “O crime não compensa”. Meu blog é uma somatória do que aprendi ao longo dos anos sobre Responabilidade Sócio Ambiental. Apareçam.
    http://www.blogdotope.blogspot.com

  • Meu amigo,

    estou lendo esse texto quase 3 meses depois de você tê-lo publicado.

    A minhapergunta é: quanto tempo levou pra você sair da punição do google?

    Abraços!

  • Fala, meu velho!

    Cara… Demorou um tempinho. Uns 2 meses, acho. Foi complicadíssimo, mas agora, graças a Deus, está tudo certo. :D

    Abração!

  • Para mim que estou começando esta foi uma dica de ouro.

  • Estou com esse problema não recebo mais visitas vindas do google, acho que fui penalizado, tambem acho por uso de tags, já entrei em contato com eles, meu blog tinha uma media de 1400 a 1800 visitas por dia, hoje estou na media de 100 a 200 visitas por dia vindas de referencia e visitas diretas.
    abraço

  • Cara lí td o que vc escreveu aii mais ainda to na dúvida, tem como eu descobrir se meu site realmente foi penalizado pelo “oráculo”?!

  • Roni

    Também tive um de meus blogs penalizados. Ele recebia uma média de 4 mil visitas unicas/dia e caiu para mais ou menos 500… No meu caso acontece que algumas coisas estão na primeira posição do google ainda e outras simplismente sumiram… Não sei que tipo de punição é essa….

  • Eu também li o artigo do Bruno Torres e do Dudu. Acho que me empolguei tentando otimizar o site e fiz black hat sem-querer-querendo..

  • Bem, como muitos usam cms, alguns compomentes como geradores de tags podem acabar complicando sua vida.
    Coemço a utilizar um gerador de tags para facilitar o usuário a viajar entre as tags do portal.